Do livro à tela. O antes e o depois do livro

Giorgio Agamben

Resumo


O presente ensaio analisa, a partir de um levantamento arqueológico e filológico, a questão das maneiras de composição de uma obra artística. Nesse sentido, apresenta um breve histórico de como, na cultura ocidental, acontece a passagem dos rolos ao códex (isto é, a passagem dos rolos à página e ao livro). Também traça as implicações físicas e metafísicas da constituição da página e do livro. Examina como a prática editorial faz parte da estrutura de uma obra e, nesse sentido, mostra que o livro carrega em si uma potência que ultrapassa uma forma de constituição definitiva. Para tais análises – além de um percurso histórico que perpassa Agostinho, Nietzsche, Mallarmé –, os textos Petrolio, de Pier Paolo Pasolini, e Nuovo Commento,de Giorgio Manganelli, são as figuras centrais.


Referências



Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


by

Revista Diálogos Mediterrânicos
Periodicidade Semestral
Curitiba - Paraná - Brasil
ISSN 2237-6585