Eça/Fradique e a Crítica Literária

Rosana Harmuch

Resumo


Este trabalho objetiva refletir sobre o exercício da crítica literária presente nas obras ficcionais de Eça de Queirós, em especial, n'A Correspondência inédita de Fradique Mendes. A profusão de publicações, especialmente de romances, ao longo do século XIX, intensificou a discussão sobre literatura. Muitos foram os espaços ocupados por práticas discursivas em que essa discussão atendia a uma demanda do público em geral e também dos próprios escritores. Textos jornalísticos e paratextos são bons exemplos dessa presença, mas a ficção também se ocupou com ela mesma. As cartas que compõem a obra de Eça aqui selecionada são, portanto, lidas como textos que colaboram para o fortalecimento da crítica literária. Como é o caso de muitos romances do século XIX, A Correspondência inédita de Fradique Mendes, para além de um enredo e de um personagem sedutores, coloca o fazer literário como um dos protagonistas.


Referências



Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


by

Revista Diálogos Mediterrânicos
Periodicidade Semestral
Curitiba - Paraná - Brasil
ISSN 2237-6585