O Hermetismo e a Arte em Francisco de Holanda: as Imagens das Idades do Mundo e a concepção da criação.

Marcos Antonio Lopes Veiga

Resumo


Francisco de Holanda (1517-1584), pintor, retratista, iluminista, "arquiteto" e tratadista cortesão português, possui retratadas em seus textos e sua obra pictórica diversas reflexões a respeito das ideias de concepção e de criação em diferentes dimensões. Sobre a concepção, reflete sobre o papel do pintor como artífice do trabalho de Deus, enquanto retrata o mesmo Deus como esse criador do absoluto, força criadora do Gênesis, engendrador do Salvador na Terra através da Anunciação de Maria. Este todo harmonioso é pintado no De Aetatibus Mundi Imagines ou livro das Imagens das Idades do Mundo segundo princípios herméticos cuidadosamente agenciados em consonância com o neoplatonismo, o cristianismo e o judaísmo de sua época. O hermetismo de Holanda, baseado nas leituras das traduções do Corpus Hermeticum realizadas por Marsilio Ficino (1433-1499), é um fio condutor das Imagens das Idades do Mundo. Ele se destaca muito especialmente na sua construção imagética do Gênesis, e na construção das imagens da Anunciação de Maria no mesmo livro, dois momentos que representam a criação (de Deus, do homem) e a concepção (de Deus e do Artista).

Referências


ALLEN, Michael J. B. “Introduction”. In: ALLEN, Michael J. B. & REES, Valery. Marsilio Ficino: his Theology, his Philosophy, his Legacy. Leiden, BRILL, 2001, pp.xiii-xxii.

DESWARTE-ROSA, Sylvie. As Imagens das Idades do Mundo de Francisco de Holanda. Lisboa: INCM, 1983.

___________. Ideias e imagens em Portugal na época dos Descobrimentos. Francisco de Holanda e a Teoria da Arte. Lisboa: DIFEL, 1992.

___________. “Les De Aetatibus Mundi Imagines de Francisco de Holanda. Entre Lisbonne et Madrid”. In: GARCÍA GARCÌA, Bernardo J. (dir.) Felix Austria. Lazos familiares, cultura política y mecenazgo artístico entre las cortes de los Habsburgo. Madrid, Fundación Carlos Amberes, 2016, pp. 245-282.

FESTUGIÈRE, A. J. Hermétisme et Mystique Païene. Paris: Aubier-Montaigne, 1967.

FIELD, Arthur. “The Platonic Academy of Florence”. In: ALLEN, Michael J. B. & REES, Valery. Marsilio Ficino: his Theology, his Philosophy, his Legacy. Leiden, BRILL, 2001.

GANHO, Maria de Lourdes Sirgado. O Essencial sobre Francisco de Holanda. Lisboa: INCM, 2006.

GARIN, Eugênio. Idade Média e Renascimento. Lisboa, Estampa, 1994.

HERMES TRIMEGISTO. Tres Tratados. Poimandres, La Llave, Asclepios. Traducción del griego, prólogo y notas de Francisco de P. Samaranch. Buenos Aires: Aguilar, 1966.

HOLANDA, Francisco de. Da Pintura Antiga. Introd. de Ángel González García. Lisboa: INCM, 1983.

KOSELECK, Heinhadt. Futuro Passado. Contribuição à Semântica dos Tempos Históricos. Rio de Janeiro, Contraponto-Ed. PUC Rio, 2006.

LOUSA, Teresa. Do Pintor como génio na obra de Francisco de Holanda. Lisboa: Edições Ex-Libris, 2014.

PROVIDÊNCIA, Francisco, CASELLA, Gabriella e BELÉM, Margarida Cunha (orgs.). Desejo, Desígnio, Desenho. Francisco de Holanda (1517-2017). Lisboa, Museu do Dinheiro, 2017.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


by

Revista Diálogos Mediterrânicos
Periodicidade Semestral
Curitiba - Paraná - Brasil
ISSN 2237-6585