Cultura Humanista, Renascimentos e Saberes Práticos: algumas reflexões sobre a circulação de ideias e o uso de padrões estéticos entre Portugal e Espanha no tempo de Francisco de Holanda (1517-1584)

Ana Paula Torres Megiani

Resumo


Durante o período em que viveu e produziu o artista Francisco de Holanda, muitas transformações ocorreram no Ocidente. Vinculado à Coroa de Portugal, protegido do rei D. João III, o artista frequentou ambientes nos quais intensos debates acerca da representação da imagem do poder e do mundo estavam acontecendo. Este artigo procura colocar algumas reflexões sobre esses ambientes, ideias e contextos de circulação de saberes, modelos estéticos e a própria concepção de mando nas monarquias ibéricas.


Referências



Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


by

Revista Diálogos Mediterrânicos
Periodicidade Semestral
Curitiba - Paraná - Brasil
ISSN 2237-6585