A construção da jurisdição régia nas vilas de Soure e de Pombal no contexto de dissolução da Ordem do Templo. 1308-1319.

Fabiano Fernandes

Resumo


Este texto procura entender a forma como poderes, de diferentes escalas, entrelaçaram-se em uma região específica dentro de uma época de crescimento demográfico e econômico. A construção da jurisdição régia deve ser entendida como um processo de interação e de múltiplas negociações e não como um simples processo de imposição sobre os poderes locais. Logo, a documentação administrativa régia é também uma forma de monumentalização da memória. A documentação real produz, na perspectiva deste texto, certo ilusionismo, uma vez que condiciona o ponto de vista dos leitores e dos ouvintes com um discurso triunfalista implícito.

Palavras-Chave: Portugal Medieval; Ordem de Cristo; Poder Concelhio.


Referências


Referências:

Fontes manuscritas:

Arquivo Nacional da Torre do Tombo:

Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra.

Maço 51, Nº 56, Alm. 35, Nº 10, maço 9; Mº 209-A, Nº. 215, Alm. 35, Maço 4, Nº 16; Mº51, Alm. 35, Nº 9, Nº 56; Mº 51, Nº 56, Alm. 35, Nº 9.

Santa Cruz de Coimbra. Livro terceiro: doações, compras, escambos, Communes, Coimbra, 1518.

Sé de Coimbra. 2ª Incorporação, M°12, N° 547.

Gav. 12, M°7, N° 19.

Livros dos mestrados.

Fontes Impressas:

Chancelaria Portuguesas. D. Afonso IV. Vol. III (1340-1344). Lisboa: INIC, 1992, p.13. (doc. nº 258).

Cortes portuguesas. Reinado de D Afonso IV (1325-1357). Lisboa: INIC, 1982, p.29.

Bibliografia:

BILLORÈ, Maitre; MATHIEU, Isabelle; AVINGNON, Carole. La justice dans la France Médiévale. VIIe-XVe siècle. Paris: Armand Colin, 2012.

CAETANO, Marcelo. História do Direito Português: fontes. Direito Público (1140-1495). Lisboa-São Paulo: Editorial Verbo, 1981.

FERNANDES, Hermenegildo. D. Sancho II. Tragédia. Lisboa, Círculo dos Leitores, 2006.

FREITAS, Judite A. Gonçalves. O Estado em Portugal (séculos XII-XVI). Modernidades medievais. Lisboa, Alethêia Editores, 2012.

MARQUES, A. H. de Oliveira. Guia do Estudante de História Medieval portuguesa. Lisboa: Editorial Estampa, 1979.

______A sociedade Medieval portuguesa. Aspectos da vida quotidiana. Lisboa: Sá da Costa, 1987.

_______ Portugal na Crise dos Séculos XIV e XV. Nova História de Portugal Vol. IV. Lisboa: Editorial Presença, 1989.

_______ Portugal das Invasões germânicas à Reconquista. Nova História de Portugal. Lisboa: Editorial Presença, 1993.

MARQUES, Maria Alegria Fernandes. O poder concelhio em Portugal na Baixa Idade Média In Revista Portuguesa de História. Tomo XXXII. Coimbra, Faculdade de Letras/Instituto de História Econômica e Social, 1997-98, pp. 1-33.

MATTOSO, José. Identificação de um País (1096-1325). Composição. Vol. II. Lisboa: Editorial Presença, 1985

.

____. História de Portugal. A monarquia feudal. Vol. I . Lisboa: Editorial Estampa, 1991.

PIZZARRO, José Augusto de Sotto Mayor. D. Dinis. Lisboa: Círculo de Leitores, 2005.

SOUSA, Bernardo Vasconcelos e. D. Afonso IV. (1291-1357). Lisboa: Círculo de Leitores, 2005.

VILAR, Hermínia Vasconcelos. D. Afonso II. Um rei sem tempo. Lisboa. Círculo dos Leitores, 2005.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


by

Revista Diálogos Mediterrânicos
Periodicidade Semestral
Curitiba - Paraná - Brasil
ISSN 2237-6585