A Trama da História na concepção de povo nas Siete Partidas

Autores

  • Aline Dias da Silveira Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.24858/133

Palavras-chave:

entrelaçamentos da História, Siete partidas, povo, microcosmo, macrocosmo.

Resumo

O artigo a seguir pretende aplicar uma perspectiva de análise que tem como pressuposto o entrelaçamento de aspectos e conjunturas históricas. Alguns fios de uma pequena parte do grande tecido histórico são reconstituídos, demonstrando os entrelaçamentos que transcendem a si próprios no tecer de uma ideia. De acordo com a perspectiva apresentada, propõe-se analisar a concepção de povo na obra Siete Partidas, percebendo-a como um ponto de interconexão na trama maior da História. A análise desses fios da História demonstra que a construção da ideia de povo nas Siete Partidas - uma tentativa de construção identitária – não se configurou somente a partir da conjuntura histórica de Reconquista, repovoamento e disputas nobiliárquicas da Castela do século XIII.  Para entender esta construção é necessário identificar e analisar também os fios e interconexões do entrelaçamento transcultural mediterrânico.

Downloads

Publicado

16/12/2014

Como Citar

Dias da Silveira, A. (2014). A Trama da História na concepção de povo nas Siete Partidas. Revista Diálogos Mediterrânicos, (7), 66–83. https://doi.org/10.24858/133