Era uma vez a crise do Império romano no século III: percursos de um recente itinerário historiográfico

Autores

  • Moisés Antiqueira

DOI:

https://doi.org/10.24858/174

Resumo

A “crise do Império romano do século III” configura um dos elementos mais tradicionais em meio aos estudos historiográficos dedicados à história imperial romana. Entretanto, nas últimas décadas têm se observado a emergência de sérios questionamentos a essa perspectiva. Desta maneira, o presente artigo busca delinear em que consistiriam as críticas à concepção de crise do século III, a partir da exposição das propostas defendidas por historiadores como Karl Strobel, Christian Witschel e Gonzalo Bravo Castañeda. Por fim, indico uma possibilidade de se preservar o emprego do conceito de crise ao toma-lo como expressão de um “momento crítico/decisivo”.

Downloads

Publicado

08/01/2016

Como Citar

Antiqueira, M. (2016). Era uma vez a crise do Império romano no século III: percursos de um recente itinerário historiográfico. Revista Diálogos Mediterrânicos, (9), 152–168. https://doi.org/10.24858/174

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)