Um artista grego na Etrúria? O caso de Aristonoto

Autores

  • Gilberto da Silva Francisco Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.24858/199

Palavras-chave:

Aristonoto, artesão/artista, Caere, Grécia/Etrúria

Resumo

O nome de Aristonoto é frequentemente apresentado em debates envolvendo a produção de cerâmica grega do período arcaico, sobretudo relacionado a questões sobre circulação de pessoas e conhecimento nesse contexto. Nesse debate, então, foram criadas características que compuseram uma persona artística e sua obra, tema de discussão neste artigo. Mais especificamente, aqui serão discutidos a base das informações sobre Aristonoto, tais como sua qualificação como artista, seu nome, sua proveniência, o espaço que atuava como ceramista, e sua obra. A avaliação desses elementos pode dar base, inclusive, para se pensar a firmeza de determinadas colocações na bibliografia ainda recentemente, e quais são os elementos fundamentais para a discussão dos limites para a compreensão da pessoa de Aristonoto e de sua obra.

Biografia do Autor

Gilberto da Silva Francisco, Universidade Federal de São Paulo

Professor Adjunto da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da universidade Federal de São Paulo (EFLCH/UNIFESP)

Downloads

Publicado

05/08/2016

Como Citar

Francisco, G. da S. (2016). Um artista grego na Etrúria? O caso de Aristonoto. Revista Diálogos Mediterrânicos, (10), 26–47. https://doi.org/10.24858/199