Gulliver: as revistas, o poder e a literatura ou a razão entre os monstros

Autores

  • Maria Betânia Amoroso

DOI:

https://doi.org/10.24858/319

Palavras-chave:

Gulliver, revista, intelectuais.

Resumo

Gulliver, revista internacional, foi idealizada por um grupo de escritores-intelectuais europeus entre os quais o francês Maurice Blanchot e o italiano Elio Vittorini. O adjetivo “internacional” assume aqui um sentido histórico e um peso filosófico particulares: a ideia de uma comunidade – conceito caro a Blanchot – que ultrapassa as fronteiras geográficas e as diferenças culturais e que, repensando o gênero revista, repensa a figura e a função do intelectual. Apesar do intenso diálogo entre os participantes, as discussões registradas na correspondência entre eles e os primeiros textos escritos, a revista não foi publicada mas poderia ser considerada, do ponto de vista das ideias filosóficas e literárias europeias, uma experiência-síntese daquelas que serão questões que permanecem no século XXI.

Downloads

Publicado

08/08/2018

Como Citar

Amoroso, M. B. (2018). Gulliver: as revistas, o poder e a literatura ou a razão entre os monstros. Revista Diálogos Mediterrânicos, (14), 196–211. https://doi.org/10.24858/319