Pluralidade medieval: as relações entre direito canônico e teologia a partir dos dízimos

Autores

  • Carolina Gual da Silva Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp)

DOI:

https://doi.org/10.24858/338

Palavras-chave:

dízimos, direito canônico, teologia

Resumo

Nos séculos XII e XIII, no ocidente europeu, as discussões em torno dos dízimos ocupavam papel de destaque no direito canônico nas obras de compiladores e juristas e também em textos teológicos. Apesar de uma certa especialização nas áreas do Direito e da Teologia, o discurso de teólogos utilizava fórmulas legais e os juristas se referiam aos trabalhos de teólogos para estabelecer seus argumentos. Dízimos representam um caso particularmente interessante para compreender as interações entre Direito e Teologia por possuírem uma natureza dupla de spiritualia e temporalia, sendo, portanto, ao mesmo tempo elementos do mundo divino e do mundo secular. Esse trabalho analisa as discussões sobre os dízimos a partir da Summa Aurea de Hostiensis e da Summa Theologiae de Tomás de Aquino para demonstrar que Direito Canônico e Teologia devem ser abordados a partir de uma perspectiva de sincretismo, compreendido a partir do conceito de equidade (aequitas). 

Biografia do Autor

Carolina Gual da Silva, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp)

Doutora em História Cultural pela Unicamp. Pós-doutoranda no Departamento de História da Unicamp, bolsista Fapesp. Membro do Laboratório de Estuds Medievais (LEME). 

Referências

Fontes:

HENRIQUE DE SUSA. Summa aurea. Veneza: 1574.

Liber Extra. Disponível em: http://www.lex.unict.it/liber/accedi.asp. Acesso em jan. 2019.

Bibliografia:

BRUGNOTTO, Giuliano. L’ “aequitas canonica”, studio e analisi del concetto negli scritti di Enrico di Susa (Cardinal Ostiense). Roma: Pontificia Università Gregoriana, 1999, p. 53.

DUGGAN, Charles. Decretals and the creation of ‘New Law’ in the twelfth century. Aldershot: Variorum, 1998, p. 61-69.

FALCON Y TELLA, M. J. Equity and Law. Leiden: Martinus Nijhoff, 2008.

GALLAGHER, Clarence. Canon Law and The Christian Community. Roma: Università Gregoriana Editrice, 1978, p. 75.

GAUDEMET, Jean. “Équité et droit chez Gratien et les premiers décrétistes”. In: La Formation du Droit Canonique. p. 282-283.

LANDAU, Peter. “Aequitas in the Corpus Iuris Canonici”. In: Syracuse Journal of International Law and Commerce. n. 20, 1994, p. 98.

LAUWERS, Michel. La Dîme,L’Église et la Société Féodale. Turnhout: Brepols, 2012

NAPOLI, Paolo. “Théologie et Droit”. In: Séminaire du PRI Sciences Sociales du religieux – 21 de maio, 2014. Registro áudio do seminário disponível em: http://ssr.hypotheses.org/472 - acesso em 30 de março, 2015.

SILVA, Carolina Gual, “A invenção da diocese e a definição da jurisdição episcopal: o caso dos dízimos (séculos XII-XIII)”. In: Veredas da História. v. 10, n. 2, p. 94-109, 2017.

Downloads

Publicado

11/08/2019

Como Citar

da Silva, C. G. (2019). Pluralidade medieval: as relações entre direito canônico e teologia a partir dos dízimos. Revista Diálogos Mediterrânicos, (16), 222–230. https://doi.org/10.24858/338

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.