O Itinerário de Gaspar da Silva na imprensa paulista em fins do século XIX: mediador cultural entre Brasil e Portugal

Autores

  • Célia Regina da Silveira

DOI:

https://doi.org/10.24858/349

Palavras-chave:

Gaspar da Silva, imprensa luso-brasileira, jornais paulistas, mediador cultural.

Resumo

A atuação de portugueses na imprensa brasileira foi profusa durante quase todo o século XIX, ora como colaboradores, ora como fundadores de jornais e revistas literárias. Um dos nomes d’além-mar que aportou no Brasil em 1876 – tendo participado ativamente das discussões político-literárias das últimas décadas do século XIX – foi o de Gaspar da Silva (1855-1910). Além de livreiro na cidade de Campinas (SP), foi um atuante divulgador das letras lusitanas nas páginas de diversos jornais paulistas. E ainda difundiu obras de escritores brasileiros na imprensa portuguesa. Com o lisboeta Leo da Fonseca, fundou, em São Paulo, um dos jornais considerados mais afeitos às questões literárias de São Paulo na época – O Diário Mercantil (1884-1890). De volta a Portugal, em 1890, o jornalista faria o caminho inverso: atuaria como divulgador do Brasil em Portugal, tanto por meio de artigos publicados na imprensa lisboeta, quanto mediante a publicação de livros que tratavam do Brasil, como A Revolução do Brasil (1894) e O Brasil actual (1895). E ainda produziu obras que reservavam espaço significativo para os letrados brasileiros, como o livro A pasta d’um jornalista: escritos políticos, literários e biográficos (1908) – acompanhado de um “Antelóquio” de Abel Botelho –, no qual traçou pequenas biografias de homens ligados ao círculo das letras no Brasil, como Ferreira de Araújo, Assis Brasil, Fontoura Xavier e Furtado Coelho (ator de origem portuguesa). Quanto à atuação direta na imprensa lisboeta, em fins da década de 1890, foi diretor da Edição Quinzenal Illustrada (1897-1898), extensão lusa do Jornal do Brasil (1891-2012). A despeito dessa farta atuação nas imprensas brasileira e portuguesa, seu nome e sua importância como mediador cultural entre Brasil e Portugal e vice-versa foram obscurecidos pela memória histórica. Para este artigo, privilegiou-se (re) compor o início da trajetória de Gaspar da Silva na imprensa brasileira, em específico na paulista, objetivando mostrar as mediações culturais por ele encetadas no universo letrado paulista. 

Downloads

Publicado

11/08/2019

Como Citar

Regina da Silveira, C. (2019). O Itinerário de Gaspar da Silva na imprensa paulista em fins do século XIX: mediador cultural entre Brasil e Portugal. Revista Diálogos Mediterrânicos, (16), 136–154. https://doi.org/10.24858/349